Fernando de Noronha: Nascer do sol na Trilha do Piquinho

O Morro do Pico é visto de qualquer lugar da ilha de Fernando de Noronha, inclusive, ele é o primeiro morro visto quando ainda estamos no avião pousando no aeroporto. Ele é ponto de referência, e é o maior ponto da ilha, porém, atualmente, é proibido subir o Morro do Pico, não é seguro, até existe uma escada antiga por onde os visitantes subiam e tinham a visão mais alta da ilha mas, atualmente, ao chegar à base do pico, é possível ver a escada bem acabada e abandonada.

Este não é um motivo para ficar triste, pois logo ao lado, encontramos o Piquinho, que é o segundo maior ponta da ilha e, atualmente, o maior ponto da ilha possível de visitação.


O LUGAR| A trilha do Piquinho foi minha primeira trilha de Noronha, logo quando cheguei a galera me chamou para ver o nascer do sol de lá. A experiência foi incrível, pois subimos ainda no escuro, com lanternas, tivemos aquela visão de parte da ilha com luzes acesas e outras toda escura, e com o tempo foi ficando dia, até que pudemos acompanhar a chegada do sol.
Depois dessa experiência, voltei nessa trilha várias e várias vezes, até mesmo para ver o pôr do sol, mas nada tão incrível quanto o nascer do sol por alí.


A TRILHA| Considerei a trilha fácil, se parece bastante com as trilhas do Rio de Janeiro, mais íngreme com partes de terra e outros trechos de grandes pedras, é necessário uma "escalaminhada" para chegar até o topo. Porém, é bom lembrar que para quem não esta acostumado com esse tipo de desafio, é aconselhável ir com um guia, pois pode ser que algumas pessoas "travem" já que a trilha de pedras é bem aberta e exposta ao abismo. E caso vá pela primeira vez realizar a trilha noturna, sempre ir acompanhado de um guia ou alguém que já conhece (como eu fiz), pois é muito fácil se perder.


COMO CHEGAR| A trilha começa ali no bairro do Boldró, após o projeto Tamar, é só continuar andando beirando a BR 363 e quando aparecer uma estrada de terra do seu lado esquerdo, entre nela, essa é a antiga estrada de terra para Praia da Conceição. O ponto de referência principal é o restaurante Tejú Açu, quando chegar nele, você só precisará entrar na trilha a esquerda subindo. Andando ou de carro o caminho é o mesmo, de carro você irá estacionar no restaurante Tejú Açu e começar a trilha subindo.


ATENÇÃO| Tome cuidado com as cafifas, são formigas bem pequenininhas que ficam grudadas nas árvores da trilha. A picada dessa bichinha pode arder bastante. Aliás, durante o percurso pode ser que você encontre alguns caranguejos.

Chega um momento na trilha que o cenário é lindo, um grande paredão de rochas gigantes, uma caverninha e uma vista perfeita de quase toda a Ilha. A trilha dura em torno de 25 à 30 minutos.


DICA| Uma dica legal é fazer rapel no Piquinho, é bom que você vai com um instrutor local, conhece a trilha e ainda curte um rapel em Noronha. Os meninos da ATM sports podem realizar essa atividade com toda segurança necessária. Eles estão sempre no projeto Tamar dando a palestra sobre a geologia da ilha, e a sede da agência deles é, também, ali no Boldró.


O que levar? Leve água, lanchinhos leves, protetor solar, repelente e lanterna.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.