Termas de Puritama: Um oásis no Deserto do Atacama


Geysers, Salar, Valle de la Luna? Não! O passeio mais aguardado por mim desde o planejamento de nosso roteiro era esse, Termas de Puritama! E olha, a expectativa realmente se cumpre na realidade.

Imagina nadar e mergulhar em águas termais? É exatamente isso que este passeio te proporciona e não deve, de forma alguma, ficar de fora da sua passagem por San Pedro de Atacama, um verdadeiro oásis há cerca de 3.500m de altitude no meio do deserto.


Chegamos para o encontro na agência faltando 10 minutos para a saída e pontualmente às 14h saímos em direção ao que seria, na minha opinião, o melhor tour do Atacama (Jéssika fica em dúvida entre Termas e Geysers Hahaha).

Não demorou muito e chegamos. Nosso guia perguntou se queríamos descer a rampa de entrada andando ou de carro, optamos por andar para ir observando tudo de cima e tirando fotos. Ele também nos informou que alí existe um hotel e que, alguns dias, a primeira parte fica fechada somente para hóspedes mas que aquele dia estaria aberto, ufa! Bastou essa informação para que fossemos correndo descobrir o que havia de tão especial na primeira parte.


DICA | São 8 poços ao todo mas o primeiro é o mais confortável para nadar, descobrir e o mais quentinho, percebemos que conforme você vai descendo os poços, a água vai esfriando.


Juro que queríamos muito ter conhecido todos os cantos do lugar e ter tirado mais fotos, mas depois que entramos na água, ficou bem difícil sair, já que lá faz bastante frio e um vento vem congelando qualquer um que esteja molhado e com roupa de banho. Fora que é realmente muito relaxante e te traz uma paz tão grande que você esquece do resto do mundo e só quer ficar alí para sempre.


O QUE LEVAR | O local conta com todo o suporte possível, oferece banheiros, chuveiros, espaço para se secar e trocar de roupas e: ARMÁRIOS! Tudo sem pagar qualquer coisa além do valor de entrada, então não façam como nós que esquecemos de levar um cadeado e ficamos carregando nossas coisas para todos os lados.

  • Toalhas
  • Roupas de banho
  • Chinelo
  • Cadeado
  • Protetor solar
  • Lanche e água


MAIS INFORMAÇÕES | Fechamos o passeio com a agência Flamingo (falamos dela aqui). O passeio começa 14h na agência e termina às 18h em uma praça próxima a Rua Caracoles, onde descemos e seguimos andando até nosso hostel.

Quanto custa em média? Entre 10.000 e 55.000 pesos chilenos
Pagamos: 10.000 cada uma
Entrada no local: 15.000 na parte da manhã e 9.000 na parte da tarde (estudante com carteirinha paga meia)

Atenção: O valor da entrada pode mudar com o tempo, confirme com sua agência antes do passeio.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.