Fernando de Noronha: Enseada do Abreus e suas piscinas naturais

Piscina natural, Enseada do Abreus em Fernando de Noronha
No meu ponto de vista, esse lugar é o terceiro mais bonito da Ilha toda. Uma jóia escondida em Fernando de Noronha, já que não é muito divulgada e vários visitantes passam pela Ilha sem conhecer esse paraíso.

A enseada dos Abreus é um lugar encantador! Sua principal atração são as piscinas que se formam na maré baixa.

Piscina natural do Abreus

COMO CHEGAR | Existem duas maneiras de chegar a entrada da trilha da enseada do Abreus, indo pelo aeroporto ou pela estrada de terra ao lado da praia do sueste. Não terá muitas sinalizações no caminho, mas é simples, basta seguir por uma estrada de chão que fica nos fundos do aeroporto, pela estrada velha do Sueste.

Qualquer dúvida, é só perguntar para alguém pela rua, todos são muito simpáticos. Uma placa escrita Abreu sinaliza sua chegada no portão.


Para chegar até a piscina do Abreus, é necessário fazer uma trilha de 1200 metros, com diferentes tipos de relevo. Do mirante, a visão para o mar de fora é linda (mar de fora é a parte da ilha voltada para África, mar de dentro é a parte virada para o continente da America do sul.)

O CAMINHO | A trilha começa com uma vegetação de arbustos, com alguns tuneis naturais feito pelas próprias plantas, e quando for se aproximando da chegada na piscina natural do Abreu, a vegetação vai mudando, ficando baixa, o que te possibilita visualizar todo o conjunto de formação rochosa do lugar. É possível, também, observar o efeito dos ventos na vegetação que resulta no aspecto diferentes das árvores.

Caminho de árvores formando túnel
É tão lindo e tão selvagem, que se assemelha ao cenário de filmes de vikings e cenários de batalhas antigas.

Ao chegar no mirante, poderá ver de cima as piscinas naturais e suas águas transparentes. Esse lugar tem uma energia muito boa. Enquanto caminha, sinta o vento no rosto e preencha seu olhar de belezas naturais entre o céu, a terra e o mar, além da presença de muitos pássaros.

Ainda no mirante, poderá perceber que existe uma descida íngreme, nesse ponto é necessário um pouco mais de esforço físico mas nada fora do comum para quem já tem o costume de praticar esportes.

Ali tem uma corda amarrada para auxiliar nessa descida, eu, particularmente, não custumo usar a corda para descer, prefiro ir me apoiando nas pedras, mas isso depende de cada pessoa. Em função do acesso difícil, esta trilha não é recomendada para idosos e crianças.

CUIDADO com as pedras soltas! Tanto na descida, quanto na ida até a piscina natural.

Piscina natural Enseada do Abreus
Ao chegar lá embaixo, encontrará um monitor do ICMBIO para passar algumas informações importantes. Preste muito atenção em tudo que for falado, pois a piscina natural do Abreu é pequena porém rica em biodiversidade, o que você irá perceber de cara assim que chegar e avistar a variedade de coloração na piscina.

Leia também: Mergulho em Noronha: operadoras, valores e informações

Fundo do mar no Abreus

Fundo do mar no Abreus
ATENÇÃO | É obrigatório o uso do colete e máscara de mergulho já que o visitante não pode pisar nem tocar em nada, apenas contemplar e tirar foto fazendo a flutuação.

É importante usar calçados apropriados para trilha.

Mergulhando no Abreus
E para garantir a conservação da piscina e garantir que o turismo seja realizado com menor impacto, não é permitido:

  • O uso de protetor solar, repelente e outros dermo-cosméticos;
  • Tocar o fundo das piscinas;
  • Perseguir, encurralar ou tocar os animais;
  • Interferir ou coletar materiais no ambiente natural;
  • Jogar lixo na trilha, praia ou piscina;
  • Usar nadadeiras, stick (haste de câmera) sapatilhas e luvas.
Assim como todos os atrativos, o horário de funcionamento da enseada do Abreu será determinado pela maré e, neste caso, não é obrigatório acompanhamento do condutor, a trilha é bem demarcada.


A trilha precisa ser agendada no centro de visitantes do ICMBIO, que fica localizado no Boldró, ao lado do projeto TAMAR, de carro é de fácil acesso pela BR 363, e bem sinalizado, de ônibus é só pedir para o motorista para te avisar quando chegar no ponto da sede do projeto TAMAR.

Leia também: Fernando de Noronha: Baía dos Porcos e seus encantos

3 comentários:

  1. Com certeza é um dos lugares que mais quero visitar, é lindo só de olhar.

    ResponderExcluir
  2. Que paraíso! Sou doida pra visitar Fernando de Noronha, quem sabe um dia, né? Lindo passeio!

    ResponderExcluir
  3. Que linda enseada, pelas fotos dá para perceber que tem uma biodiversidade enorme mesmo

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.