Floresta da Tijuca e Mirante da Cascatinha

A FLORESTA DA TIJUCA é um dos quatro setores em que se divide o Parque Nacional da Tijuca no Rio e é, também, o Parque Nacional mais visitado do Brasil, recebendo cerca 3 milhões de visitantes POR ANO, entre brasileiros e turistas do mundo inteiro de todas as idades e gostos. 

Sendo a quarta maior área verde urbana do país, a Floresta da Tijuca é uma importante área de lazer com trilhas e espaços destinados a prática de esportes, como ciclismo, corrida e montanhismo. 


COMO CHEGAR | Nós fomos de ônibus até a praça Saens Pena, na Tijuca e pegamos um uber para nos deixar bem na frente do centro de visitantes, no Parque Nacional da Tijuca, onde pegaríamos informações e daríamos início a trilha mas, ao chegar, vimos que não havia necessidade.

Um outro caminho, seria ir até a Praça Saens Pena, que tem fácil acesso de metrô e pegar um ônibus para o Alto da Boa Vista sentido Barra da Tijuca (linhas 341, 302, 345) e descer na Praça Afonso Viseu, na entrada principal do Parque Nacional da Tijuca. Nosso uber custou 22 reais, para quem tiver interesse.


Chegando a entrada do Parque Nacional da Tijuca, você seguirá o caminho direto até o primeiro estacionamento, cerca de 10 minutos caminhando. De lá, é possível pedir informações para um dos seguranças ou apenas andar até o final do estacionamento, quando você encontrará o início da trilha.


A TRILHA | A Trilha é pouco íngreme, toda em zigue zague, o que facilita bastante a subida e nos dá muitos pontos de parada para descanso, apesar do terreno irregular. O Mirante da Cascatinha faz parte do Circuito dos Picos, que leva a trilhas ainda pouco exploradas na região e nos proporciona uma vista incrível, não só da cascatinha, mas também da Pedra do Conde, Andarai Maior e Pico da Tijuca.


Logo no início do percurso, você encontrará uma bifurcação e precisará subir a direita. É fácil se localizar, pois a trilha conta com marcações da TransCarioca (aquele pézinho amarelo pintado nas árvores) e, então, seguirá todo o trajeto com essas marcações mostrando o caminho.

Em, aproximadamente, 25 minutos, chegamos ao topo e encontramos o mirante. Nós fomos em passos rápidos, mas acredito que em "passos de turista", você leve no máximo 40 minutos para chegar ao destino final.

Leia mais: O que fazer no Rio de Janeiro?


O MIRANTE | É um lugar muuuuito bonito com uma vista encantadora que nos deixa na maior paz interior, o mirante conta com um banquinho que você pode sentar para admirar a vista por mais tempo e com mais conforto.

São cerca de 490m de altura e 2,6km de trilha. Nos arrependemos muito de ter ido tarde e ter que subir e descer bem rápido, queremos um dia retornar para um piquenique e um momento de tranquilidade, distante dos carros e com uma imensidão de verde ao nosso redor.


O QUE LEVAR PARA A TRILHA? Essa resposta é sempre muito relativa pois depende das necessidades de cada um, mas fizemos uma lista do que levamos e incluímos o que gostaríamos de ter levado.

  • Água 
  • Repelente (os mosquitos da Floresta da Tijuca pegam pesado)
  • Protetor solar
  • Lanches para um pequeno piquenique no mirante

RECOMENDAÇÕES | Recomendamos retornar pelo mesmo caminho de subida devido a orientações de segurança que recebemos no local, e não utilizar a trilha do Museu do Açude para subir ou descer.

É aconselhável que vá com um guia especializado e credenciado, por isso, indicamos a empresa RildeTRIP. Além disso, vale ressaltar que opte sempre pelos itens abaixo:
  • Roupas confortáveis
  • Tênis que te ajude a descer sem deslizar
  • Mochilas para deixar as mãos sempre livres
Boa trilha!


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.