Uma carta ao Atacama...

agosto 10, 2017


Querido Atacama.

Foi necessário apenas alguns minutos para me encantar por ti. Sabe O lugar? Esse é o Atacama, ou melhor, San Pedro de Atacama. A simplicidade em meio a majestosa natureza, um lugar de misturas culturais e respeito as essências de cada ser, um lugar mágico, música, dança e gentileza. Um lugar colorido e sem preconceitos, um lugar que te abraça, lugar de pessoas calorosas. Um lugar onde todos se conhecem, se cumprimentam sorrindo, andam tranquilos pelas ruas e namoram um vulcão perfeito que pode ser visto de todos os cantos da cidade. 
Um lugar tão mágico que nem a lua quer ir embora, a qualquer hora do dia ela pode ser vista lá no céu. Um lugar que une belezas naturais com pessoas gentis, divertidas e amigáveis. Um lugar recheado de histórias, minerais preciosos, lendas que explicam tudo e muita simplicidade.

Gratidão ali é a palavra chave! Gratidão pela oportunidade de estar neste lugar. A oportunidade de me encantar tanto a ponto de sentir o amor mais simples que existe, hoje cada molécula do meu corpo sente amor, a natureza, as pessoas de bom coração, aos animais, ao céu, a família e amigos, a vida. Gratidão por poder mergulhar nas águas termais de um vulcão e no dia seguinte assistir os geisers borbulhando na luz do nascer do sol. 
Gratidão por caminhar em cima de lagoas congeladas, presenciar vicuñas correndo para atravessar estradas, flamingos se alimentando na beira das lagoas e lhamas nos recebendo nas entradas dos parques. 
Gratidão por admirar uma vista em que um lado o sol se põe e no outros as montanhas ficam rosadas até a chegada da noite. 

Um lugar que, ao entardecer, você tem a sensação de estar em um mundo mágico, onde a música encantadora de uma gaita tocada por um artista de rua, serve de trilha sonora para um passeio de bicicleta até a padaria. E se você fechar os olhos, sei que consegue sentir o vento mágico do Atacama passando pelo seu corpo e o amor correndo por suas veias.


Foram 8 dias com você e como eu queria que fosse mais, não foi preciso nem sair para já sentir saudades. Um lugar de Celeste, mulher inteligente, cheia de cultura que trabalha com amor em sua terra local, atendendo bem todos que entram em sua lojinha de artesanatos e alegrando nosso dia. Um lugar de Danaes, James e Marias Fernandas, jovens que deixam suas casas e viajam o mundo buscando se encontrar e se realizar de alguma forma. Um lugar de Marions, que viajam sozinhas buscando conhecer o novo e cruzar com pessoas de coração aberto pelo caminho. Um lugar nosso, de Thaís e Jessika, onde escrevemos mais um capítulo tão maravilhoso da nossa história, e de tantos outros casais que por lá já namoraram. 



Hasta luego, San Pedro de Atacama! 




Uma carta de Thaís Valente e Jéssika Santana, para um lugar que ganhou nosso coração.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.