Como foi viajar com a LATAM

agosto 12, 2017

Viajamos com a LATAM no circuito de ida e volta, fizemos algumas conexões e pudemos avaliar e sentir as diferenças entre a empresa no Brasil e no exterior (acredite, no Brasil tudo funciona melhor!). Neste post contamos um pouquinho da nossa experiência.

Chegamos no aeroporto do Galeão bem cedinho, nosso voo estava marcado para 13h40 mas ficamos de tentar adiantar, então às 7h estávamos lá, mas acabamos não conseguindo pois estava bem cheio. Decolamos então com uns 15 minutos de atrasado do Rio de Janeiro para Foz do Iguaçu em uma aeronave Airbus Industrie A320, não achei muito confortável, acho que vou reclamar da mesma coisa que todos reclamam: o espaço! Era bastante apertado e Jéssika sofre da síndrome do xixi parcelado, levanta para ir ao banheiro a cada 5 minutos, ou seja, a fileira toda tem que se mobilizar para tirar essa menina da janela para o corredor.


Mas a viagem foi rápida, ao todo duas horas. Pouco menos de 30 minutos no avião, recebemos um lanchinho com biscoitinhos e polenguinho. Claro que o suco de laranja acabou antes de chegar em mim, mas fiquei feliz com minha aguinha.


Saindo de Foz, nosso voo estava marcado para 19h45, porém por algum motivo que eu não consegui entender (foi explicado em espanhol por uma aeromoça que falava muito rápido), saímos quase 30 minutos depois com destino a Lima, no Peru. Dessa vez em uma aeronave Airbus Industrie A319, com um pouquinho mais de espaço e mantinhas para nos esquentar durante as quase 5h de viagem. O lanche também foi melhor, recebemos um sanduíche com queijo e salada dentro, um queijinho parecido com polenguinho só que do Peru, um doce bem gostoso tipo um suflê e biscoitos de água e sal. Dessa vez eu consegui o suco de laranja!!!


Chegamos em Lima por volta de 22h30 e decolamos para La Paz 00h40, a aeronave era bem parecida com a primeira e nos serviu um sanduíche de queijo com presunto bem gelado, um bombom e café. Chegamos em La Paz quase 4h da manhã completamente exaustas e fomos de táxi para o hostel. Na foto abaixo vocês podem ver que eu já estava sem vontade alguma de tirar foto das coisas.


Não tivemos problema com nada, tudo ocorreu de forma certinha apesar de alguns pequenos atrasos para decolar. Já na volta para o Brasil, viemos de Calama, no Chile para o Galeão com duas conexões, uma em Santiago e outra em São Paulo, e aí sim tivemos alguns transtornos onde pudemos entender algumas diferenças entre a forma de trabalhar, e como bastante coisa muda de um país para outro.

Decolamos de Calama para Santiago às 22h45, foram 2h de viagem até onde nossa noite mal dormida começou. No Brasil, pegamos as bagagens apenas no destino final, já no Chile, não. Todas as vezes que descemos em um aeroporto por conexão, tínhamos que desembarcar e fazer o check-in novamente, sendo que em Santiago nosso voo sairia apenas na manhã do dia seguinte, ou seja, tivemos que desembarcar carregando as duas mochilas para todos os lados até 5h onde poderíamos finalmente despachar nossa bagagem e conseguir embarcar de novo.

Também vimos a diferença na hora de tentar adiantar as passagens, a supervisora da Lan em Santiago deixou claro que o voo da madrugada para São Paulo estava vazio, ficamos bastante felizes até descobrir que, diferente do Brasil, o adiantamento de voo não era grátis, teríamos que pagar uma taxa de 120 dólares cada uma... Foi aí que recolhemos nossos paninhos de bunda e fomos dormir no chão gelado até as 5 da manhã.

Estava bastante cansada e nem lembrei de tirar foto dos lanches, mas na nossa primeira aeronave, a comida era paga e resolvemos esperar para comer no aeroporto de Santiago. Já de Santiago para São Paulo, voamos em um boeing 787-9 que foi nossa recompensa pela noite no chão, tivemos bastante espaço, poltronas bem reclináveis, mantinhas quentinhas, omelete, barrinhas de cereais e uma tela individual onde poderíamos assistir séries, filmes, jogar com outros passageiros da mesma aeronave e ouvir música. Foram 4 horas e 45 minutos voando na melhor aeronave que pegamos.

Enfim, indico a LATAM para viajar? Indico sim, mas fiquem ligados nas conexões, não contem com adiantamento de viagem e estejam prontos para embarcar e desembarcar mais de uma vez na volta pra casa.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.