Como é a comida na Bolívia? Nossa experiência e dicas

agosto 15, 2017
Como falar da Bolívia sem falar da comida? Quem me conhece, sabe o quanto eu valorizo uma boa alimentação, e o quanto comer mal estraga meu dia e me transforma na pessoa mais reclamona e chata do mundo. Agora imagina, tudo o que não tinha na Bolívia (pelo menos em La Paz) era comida boa. Passamos um perrenguinho de fome até achar algo para comer.

Antes de decolar para La Paz, fiz umas continhas de quanto gastaríamos em média com comida por dia, li bastantes relatos em blogs, preços, dicas, onde comer... E quando chegamos lá, puft, não serviu de nada! Era tudo beeeeeem diferente.

Olha, eu sei que cada um tem uma visão das coisas mas não tem condições de comer a comida mais "econômica" da Bolívia, e também NÃO É INDICADO. Pode parecer frescura lendo em um blog, mas acredite, não é mesmo. Tivemos relatos durante nossa viagem de dois brasileiros que se aventuraram e passaram muito mal, um deles teve que acionar o seguro e tomar antibiótico na veia. Ninguém quer passar mal durante um mochilão, não é mesmo?

Quando um site diz que tem comidas econômicas em mercados, praças etc, você logo pensa nas barraquinhas e butecos do Brasil, pensa que tudo bem, tranquilo, de boas, mas não é assim. Vou contar como as coisas funcionam por lá...

Pra começar, a Bolívia é um país bem pobre e diferente do nosso em relação a higiene e alimentação, vocês vão ver coisas que, provavelmente, nunca viram. Nas praças, por exemplo, as comidas (verduras, legumes, carnes e frangos) são cortados em cima de um plástico no chão da rua, a salada é misturada com as mãos e jogada no prato pra você comer, enquanto do outro lado tem um balde, com os frangos fritos que foram tacados lá onde ficam da parte da manhã até a noite. Um prato nesses lugares é servido geralmente com arroz, macarrão, salada e frango e custam por volta de 15/25 bolivianos. Por esse mesmo valor, resolvemos passar os primeiros dias comendo hamburger com batata frita em lanchonetes do centro.


Nos restaurantes do centro, do mercado e da rua do comércio não muda muita coisa não, a diferença é que, em alguns, não estamos vendo pois esta tudo atrás das paredes. Demoramos até achar uns lugares bons para comer a "comida de verdade" pois não só de hamburger e batata frita vive uma mulher.


Resolvemos sair um pouco do centro turístico para procurar onde comer, encontramos um restaurante/confeitaria bem estilo americano, procurei no maps e achei. Além dele, tem outros próximos que parecem seguir o mesmo nível. Encontramos um pouco de tudo, filé mignon com cara e cheiro bom, batatas fritas, arroz, macarrão, almôndegas, omeletes... Um prato nesses lugares era bem servido e custava, em média, 70/100 bolivianos.

Nos aventuramos também em comer um pastelzinho de carne na rua, mas descobrimos que tudo o que eles comem tem batata doce. Pagamos 6 bolivianos nessa belezinha de carne, recheada de batata doce, ovo cozido e repolho.


Agora nossa salvação mesmo foi o mercado! (saiba como se localizar em La Paz). Não pensamos nisso antes pois não tínhamos cozinha no nosso primeiro hostel, mas vale muito a pena, viu? Fizemos uma pequena comprinha de verduras, macarrão, biscoitos, água e gastamos 70 bolivianos, o mesmo que gastaríamos em uma boa refeição.


Outro gasto que deve ser incluído nas suas continhas, é a garrafa de dois litros de água. Nas ruas, você encontra preços bem diferentes dependendo da pessoa que vai te vender, do lugar que ela estiver vendendo, da sua simpatia ao perguntar o valor e da sua cara de europeu. Vai variando entre 9 e 6 bolivianos. Você vai beber umas duas garrafas por dia no início da viagem devido a altitude, então se programe.
No mercado, a água da coca-cola, a mais cara da rua, custava 5 bolivianos. Tentamos dar uma economizada a mais comprando a água Viscachani e foi a pior decisão da viagem, ela tem muito sódio, parecia que estávamos bebendo água do mar. Eu não sei nem como uma coisas dessas esta a venda, ninguém deveria beber isso.


Abaixo criei uma planilha de gastos com valores de alimentação, comidas e bebidas em La Paz, espero ajudar.

CAFÉ DA MANHÃ
Econômico (Pão, manteiga, geleia, café ou chá) - 12 bolivianos
Médio (Pão, manteiga, geleia, frutas e café, chá ou chocolate quente) - 15 bolivianos
Conforto (Pão, manteiga, queijo, presunto, geleia, frutas, omelete e cafe, chá ou chocolate quente) - 22 bolivianos

ALMOÇO
Econômico - 14 bolivianos
Médio - 28 bolivianos
Conforto - 80 bolivianos

LANCHES E DESPESAS A MAIS
Hamburger - 18 bolivianos
Hamburger com batata frita - 25 bolivianos
Refrigerante - 4 bolivianos
Pizza pequena - 20 bolivianos
Pizza média - 38 bolivianos
Biscoito cream cracker - 8 bolivianos
Cookies Toddy - 17 bolivianos
Biscoito wafer - 4 bolivianos
Pastel - 5 bolivianos
Pão de queijo - 5 bolivianos
Empanadas - 8 bolivianos


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.